segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Barbara Cartland - Lagoa Misteriosa

Título Original: Lord Ravenscar's Revenge
Protagonistas: 
Romara Shaldon e Trent (Lorde Ravenscar)
Barbara Cartland Edição Dupla 01 (história 2)


Romara despertou, e aos poucos a lembrança daquela noite de pesadelo lhe voltou. Tinha sido barbaramente surrada pelo amante da irmã.

Tentou abrir os olhos e sentiu dores terríveis no rosto. Será que aquele monstro a havia desfigurado? Onde estava agora? E por que a empregada que se aproximou da cama a chamava de senhora? Não era casada. Ou... era?


A sinopse que vem no livro não diz muito sobre a história, então deixe-me falar um pouco sobre ela:

Romara Shaldon estava à caminho da casa da irmã após receber uma carta bem preocupante dela. A jovem havia fugido com um homem muito rico, que prometera se casar com ela, mas na verdade a estava tratando apenas como amante — e ultimamente a vinha maltratando (por isso, a carta com o pedido de socorro pra a irmã). Ao chegar lá, Romara estava decidida a fazer o cunhado assumir a responsabilidade por sua irmã e casar com ela. Só não esperava que o homem, bêbado e completamente alterado, a espancasse e a jogasse para fora de sua casa, escada abaixo, deixando-a ensanguentada e semi-inconsciente na calçada, no meio da noite. A última coisa que Romara vira fora um grupo de homens saindo da casa ao lado.
Trent, mais conhecido como Lorde Ravenscar, havia sido rejeitado pela mulher que amava e, após muito beber em sua casa com os amigos, decidira que iria se vingar, casando com a mulher mais feia de Londres. Sorte sua que um de seus amigos presentes era um ministro recém ordenado pastor, e poderia realizar seu casamento tão logo seus outros amigos voltassem com a mulher mais feia que encontrassem. E não demorou nada, pois mal haviam saído e já voltaram trazendo uma jovem com o rosto bem deformado. Se alguém ali estivesse sóbrio o suficiente, perceberia que algo estava errado, mas bêbados como estavam, trataram logo de realizar a cerimônia de casamento ali mesmo... E Trent teria que enfrentar as consequências de seu ato impulsivo quando acordasse, de ressaca, no dia seguinte.
Quem poderia ter imaginado? Havia casado com a mulher que acreditava ser a mais feia de Londres. A princípio, ficou satisfeito em saber que não era uma prostituta. Depois, mais satisfeito ainda ao descobrir que era a filha de seu general. Agora, para seu grande prazer, acabava de descobrir que era linda, de uma beleza fora do comum.

Capítulo 04
Esse livro é bem antigo, escrito em 1978, então eu já estava preparada para uma escrita (e postura dos personagens) diferente das que vemos hoje. Também já havia lido outro livro da autora e sabia mais ou menos o que esperar dela. Assim como o outro livro, esse aqui também se arrastou no começo e depois acelerou demais nos dois últimos capítulos, me deixando novamente com a sensação de que pelo menos um epílogo deveria ter sido acrescentado. A verdade é que Trent e Romara passaram pouquíssimo tempo juntos, então podem imaginar como o romance saiu no prejuízo, né?!

O livro tem apenas sete capítulos, os quais são um pouco mais longos do que geralmente vemos nas histórias atuais. Comecei a leitura com uma certa expectativa e, realmente, não conseguia largar naquele começo, pois queria muito saber o que aconteceria a seguir (início lento, lembram?!). Quando as coisas começavam a tomar forma, lá no capítulo cinco a mocinha tomou uma atitude que, particularmente, não curto nos romances (ainda mais nesse, em que o casal já quase não interage) e isso foi um balde de água fria na minha empolgação. No capítulo seguinte aconteceu de um tudo, e tão rápido, que fiquei tentando entender como a autora conseguiu colocar todas aquelas tramas num capítulo só: fuga, problema na fuga, solução do problema da fuga, personagens novos, casal secundário se conhecendo, se apaixonando, festa de aniversário, problema surgindo, problema sendo resolvido logo na sequência, reencontro, beijo apaixonado, viagem de volta.... ufa! Sério, tudo isso aconteceu num capítulo só! Aconteceu mais coisa no capítulo seis do que em todo o livro. Depois veio o capítulo sete, que já era o último, e só amarrou as pontas soltas que tinham ficado. E fim. Corrido assim.

O livro até que foi interessante, principalmente nos cinco primeiros capítulos. Depois é que a coisa deu uma caidinha, que me desanimou um pouco. Mas em compensação, o último capítulo é bem fofinho, com lindas declarações de amor, que me deixaram com um sorrisinho no rosto. Um romance leve, bem água com açúcar mesmo, com poucas cenas de beijos (outras coisas além disso nem precisa falar que não teve, né?!), como é comum nas histórias da autora. Mesmo com as observações que fiz, foi uma leitura agradável, por isso a recomendo.


Capas Originais:



*** Suelen Mattos ***
http://lh6.ggpht.com/_2WNpNdgUeb0/TUTUNd_cnxI/AAAAAAAAAyM/ce90pMbLYvc/separador.gif

10 comentários :

  1. Olá!
    Fico feliz por ter concluído a leitura mesmo que depois do 5° capítulo a história tenha se estendido mais do que gostaria.
    Beijos.


    https://www.parafraseandocomvanessa.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o contrário: depois do cap. 5, correu demais, rsrs... Mas deu tudo certo no final, então tudo bem! 😊

      Excluir
  2. Oi, Su! Nossa, tinha ficado interessada, mas saber do final corrido me deu uma brochada. Se bem que, sendo curtinho, talvez eu até dê uma chance. Nunca li nada da Barbara Cartland #shame

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Me deu uma brochadinha tb, mas foi uma história legal. E curta.

      Excluir
  3. Sou cismado com Barbara Cartland desde que li um romance dela (já tentei mas não consigo identificar o nome) onde a mocinha era uma inválida casada com um pianista e lá pelo fim se descobre que um rapaz apaixonado pela filha deles se aproximou da família porque queria se vingar por ele ter seduzido a irmã dele. Ela acaba confrotando o marido e ele disse que a ama mas era infiel porque "precisava da sensação do romance" e fica com a cabeça no colo dela, como se pedindo perdão. Foi a justificativa para adultério mais egoísta e furada que já li!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, credo! Sério, que horror! Eu ODEIO tramas envolvendo traição, pior ainda uma em que é tratado com tanto descaso. Socorro! Se lembrar o nome, me fala, que é pra eu passar bem longe.

      Excluir
  4. Olá Suelen
    Já faz um bom tempo que não leio nada da autora.
    Nossa várias coisas acontecem no 6 capítulo hein .fiquei enumerando os fatos que acontecem nesse capítulo e que pena que o final é corrido. Mas acho que o saldo final é positivo apesar desses pontos negativos que você apontou.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fazia um tempo que não lia nada dela tbm (e esse foi o segundo). É, no final o saldo até que foi positivo sim! :s

      Excluir
  5. Oi Su
    Eu li muitos livros da Barbara Cartland e esse eu tenho ainda guardadinho em uma caixa (meu baú de tesouros). Lembro vagamente dessa história e senti uma nostalgia boa ao lembrar dos livrinhos dessa autora. :)
    Linda resenha

    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Instagram | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse foi o segundo que li e gostei bastante. Tenho mais um dela pra ler que tbm parece ser mara. Doida pra conferir!

      Excluir

E aí, o que acharam??? Comentem!!! Adoro ler as opiniões de vocês!!!!

:a     :b     :c     :d     :e     :f     :g     :h     :i     :j     :k     :l     :m     :n     :o     :p     :q     :r     :s     :t     :u

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivos Romantic Girl

Postagens Populares

Rolando No Romantic Girl:

Em Breve!!!
 


Suelen Mattos Romantic Girl | Designed by: Shop Like a Woman , TNB | Distributed by Deluxe Templates