quinta-feira, 8 de agosto de 2019

Olivia Gates - Prazer & Vingança

Título Original: The Desert Lord's Baby
Protagonistas: Farook Aal Masood e Carmen McArthur
Desejo 115

Príncipes de Judar 01



Não havia onde Carmen pudesse se esconder do príncipe de Judar. Ele a procuraria em todos os lugares, arrombaria portas e derrubaria muros. Nada impediria Farook Aal Masood de reivindicar a mãe de seu herdeiro. Ela o traíra, e ele a faria pagar. Em sua cama. Como sua esposa, até que se cansasse dela. Ela dissera que o amava, mas ele jamais cairia novamente em suas mentiras!


Há 16 meses, Carmen McArthur abandonara o seu caso com Farook Aal Masood ao descobrir que estava grávida. Ele era um príncipe e deixara claro desde o começo que se relacionariam por apenas três meses, quando então ele voltaria para o seu país. Certamente Farook não ficaria feliz ao saber que seria pai, por isso Carmen o deixou pensar que se cansara dele, e fora embora. O que ela não sabia era que um inimigo de Farook se aproveitara da ocasião e mentira para ele, pintando-a como uma traidora tão desprezível que Farook fora incapaz de perdoá-la. Mas quando finalmente descobriu que Carmen dera a luz à sua filha, partira imediatamente atrás delas para levá-las para casa e reivindicá-las como suas, legalmente. Contudo, as mentiras do passado ainda pairavam sobre eles, tão fortes quanto o desejo que ainda sentiam um pelo outro, ameaçando qualquer possibilidade de felicidade no casamento que ele exigira realizar. Seria o amor forte o bastante para superar as barreiras, ou a falta de confiança destruiria qualquer chance de um final feliz?

Ah, como eu estava com saudades de ler algo da Olivia Gates! Ou, nesse caso, reler. A primeira vez que li esse livro foi em 2013, mas na época eu estava numa correria tão grande de faculdade e estágio, que não cheguei a resenhar a trilogia aqui. Mas antes tarde, do que nunca, né?!

A história é uma mistura de mal-entendidos com falta de comunicação, que acabaram se transformando numa imensa bola de neve. Se Carmen tivesse sido sincera desde o começo, tudo teria ficado bem e o casal teria sido feliz desde o começo (mas aí não teríamos uma história, não é verdade?!). Por outro lado, se Farook não tivesse aceitado a palavra de um cretino que só sabia mentir (e que ele estava cansado de saber que o cara era assim) e tivesse perguntado diretamente para Carmen se havia alguma verdade naquilo, muitos problemas e mágoas teriam sido evitados. Fazia muito tempo que eu tinha lido a história, portanto não me lembrava de quase detalhe nenhum, por isso devorei cada capítulo, ansiosa para ver como e o que o mocinho faria quando descobrisse a verdade. Sinceramente, acho que faltou um pedido de desculpas dele a Carmen por ter pensado o pior dela e ter agido de acordo. No mínimo, ter falado com ela sobre isso, justificando suas ações. A sensação que tive foi de que ela nunca saberia a extensão do estrago que o inimigo invejoso causara a Farook, no âmbito pessoal, com suas mentiras. Carmen também poderia ter sido um pouco mais firme. Farook era extremamente arrogante e confiante, acostumado a ter tudo o que queria, do jeito e na hora em que queria. Ela deveria ter dificultado um pouco mais para ele, ou no mínimo manter sua palavra de que não cairia nos seus braços novamente, e que o casamento seria apenas no papel. Falar isso, e no momento seguinte estar implorando por Farook de braços abertos não ajudou em nada a controlar toda aquela arrogância dele. Apesar disso, no final ambos souberam demonstrar o quanto se amavam e o quanto um estava disposto a sacrificar pela felicidade do outro, e isso foi algo bem legal de se ver.

Destaque para os irmãos de Farook — Shehab e Kamal — que são os protagonistas dos outros livros da trilogia, e para a fofíssima Mennah, a bebê de Carmen e Farook, que roubava a cena sempre que aparecia. Aqui também teve uma rápida menção ao reino de Zohayd e aos Aal Shalaans, a família que o governa. A autora tem uma trilogia que se passa lá (Orgulho de Zohayd), com os Aal Shalaans como protagonistas, que está relacionada com essa trilogia aqui. Além deles, Farook cita rapidamente a irmã dele, Jala. Essa irmã também tem seu próprio livro, dentro de outra trilogia (Princesa Seduzida - Casamento Por Decreto Real 03). O fato é que algumas trilogias da autora têm ligação entre si. Em algum momento, as trilogias Príncipes de JudarA Coroa de CastaldiniOrgulho de ZohaydCavaleiros do Deserto e Casamento Por Decreto Real se cruzam — nessa ordem. Nem preciso dizer que todas elas já entraram na fila de leitura, né?!

Prazer & Vingança foi uma leitura rápida e bem sensual, com um final que deixou um gancho para a próxima história (que, aliás, é a minha favorita da trilogia, se bem me lembro). Claro que eu recomendo!


Príncipes de Judar:

01- Prazer & Vingança (The Desert Lord's Baby) - Farook Aal Masood e Carmen McArthur [Desejo 115]
02- O Poder da Sedução (The Desert Lord's Bride) - Shehab Aal Masood e Farah Beaumont [Desejo 117]
03- O Poder da Paixão (The Desert King) - Kamal Aal Masood e Aliyah Morgan
 [Desejo 119]


Série Relacionada:

Orgulho de Zohayd (leia depois):

01- Como Domar Um Sheik (To Tame a Sheikh) - Shaheen Aal Shalaan e Johara Nazaryan [Desejo 169] [Paixão Audácia 16]
02- Como Provocar Um Sheik (To Tempt a Sheikh) - Harres Aal Shalaan e Talia Burke [Desejo 171] [Paixão Audácia 17]
03- Como Tocar Um Sheik (To Touch a Sheikh) - Amjad Aal Shalaan e Maram Aal Waaked [Desejo 173] [Paixão Audácia 18]



Capa Original:



*** Suelen Mattos ***
http://lh6.ggpht.com/_2WNpNdgUeb0/TUTUNd_cnxI/AAAAAAAAAyM/ce90pMbLYvc/separador.gif

12 comentários :

  1. Oi, Suelen tudo bem? Que capa maravilhosa essa. Eu ainda não li esse, mas se você o recomenda, certamente é uma leitura prazerosa. Um abraço!

    https://lucianootacianopensamentosolto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Os romances dessa autora sáo bem calientes não e mesmo?
    Tenho essa trilogia e outros romances dela

    ResponderExcluir
  3. Oi Suelen.
    Tem muito tempo que não leio um romance de banca e lendo sua resenha deu uma saudades deles. Pela sua resenha este livro parece ser bem quente, vou anotar para conhecê-lo melhor. Obrigada pela dica.

    Bjão
    https://historiasexistemparaseremcontadas.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi
    nunca li nada da autora, que bom que ao reler permaneceu gostando da leitura e me interessei, por envolver mal entendidos/ falta de comunicação, parece ser uma história desenvolvida sem muito enrolação ainda mais por ter poucas páginas.

    http://momentocrivelli.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade. Essa é uma das vantagens de um livro pequeno: geralmente não tem muita enrolação pra resolver as coisas, hehe.

      Excluir
  5. Oi Suelen, tudo bem?
    Parece ser uma história bem interessante, bem novelesca. Gostei da dica
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha, falou tudo. Não é que o livro tem mesmo um ar de dramalhão novelesco?! :j

      Excluir
  6. Oi Suelen.
    Faz tempo que não leio nada de banca, e lendo sua resenha me senti saudosa. Eu gosto muito da escrita da Olívia Gates. Já anotei aqui pra ler assim que der.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tb amo os livros da autora e estava com a maior saudade. Daí resolvi fazer uma maratona. Dei uma interrompida pra ler a trilogia das Irmãs Winter, mas logo, logo retomo as leituras! :s

      Excluir

E aí, o que acharam??? Comentem!!! Adoro ler as opiniões de vocês!!!!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t   :u

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivos Romantic Girl

Postagens Populares

Rolando No Romantic Girl:

Em Breve!!!
 


Suelen Mattos Romantic Girl | Designed by: Shop Like a Woman , TNB | Distributed by Deluxe Templates