segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

Samanta Holtz - Quando o Amor Bater à Sua Porta

Literatura Nacional

Protagonistas: Malu Rocha e Luiz Otávio Veronezzi


Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.

Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.

Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.

O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.

Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.

A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.


Essa resenha foi originalmente feita por mim no ano passado para o blog Arquivo Passional, da querida amiga Elis, que gentilmente me enviou o livro para avaliação. Muito obrigada, Elis!
E vocês podem conferir a resenha lá também, clicando aqui.


Quando o Amor Bater à Sua Porta conta a história de Malu Rocha, uma jovem escritora no auge de seu sucessoEm meio à correria de entrevistas e prazo final para entregar o manuscrito de seu novo livro, Malu se surpreende quando um estranho bate à sua porta, sem lembrança alguma sobre sua identidade, mas esperando que ela possa lhe dizer, pois tudo o que ele tem é um papel com o nome e endereço da escritora, junto com seu próprio nome — Luiz Otávio — e uma reunião agendada com ela. O problema é que Malu não faz ideia de quem ele seja. Superada sua desconfiança inicial, ela se sente compelida a ajudar aquele belo estranho a descobrir sua identidade e, juntos, partirão numa jornada onde o destino final poderá resgatar não somente a verdadeira identidade de Luiz Otávio, mas a da verdadeira Malu Rocha também.

Eu nunca havia lido nada da autora, portanto não sabia bem o que esperar. E devo dizer que esse livro me fez passear numa montanha russa emocional. A primeira impressão que tive de Malu Rocha não foi nada boa. Ela era impaciente, beirando a grosseria, muito centrada nela, o que me fez pensar: "não acredito que a mocinha será essa chata egoísta". Quem mais sofria com essa atitude dela era a sua assistente, Rebeca, uma jovem maravilhosa, fã de carteirinha de Malu, que se tornou minha queridinha. Mas, então, entrou em cena o avô de 98 anos dela e eu tive um vislumbre de como era a verdadeira Malu. Na presença daquele que era praticamente a sua única família, a moça se transformava. Era de um carinho, cuidado e paciência tão grande, que pude imaginar no que ela se tornaria ao longo da história. Então, em vez de torcer meu nariz com essa péssima primeira impressão, comecei a ficar curiosa para saber o que transformara aquela pessoa carinhosa numa pedra de gelo.

Não demora muito para percebermos que Malu tem algo em seu passado que a tornou cínica em relação ao amor, o que é bem inusitado, visto que ela escreve justamente romances — que todos amam, por sinal. Ela se fechou, construiu uma fortaleza em volta do seu coração, para esconder a Rosa por trás da Rocha. E é nesse estado que ela está quando Luiz Otávio aparece. Fico imaginando o desespero dele ao acordar num hospital, sem saber quem é, e sem ter para onde ir. Qualquer um poderia se deixar abater, mas Luiz Otávio não é qualquer pessoa. Ele enxerga a vida — e os problemas — de uma forma tão diferente de Malu, que não tem como ela não ficar intrigada. Duas pessoas tão opostas, mas que acabam se dando muito bem. E, com a convivência, eles vão crescendo diante dos nossos olhos.

Na segunda metade do livro acontece algo que eu chamo de "o incidente". Não vou dizer o que foi para não soltar spoiler, mas foi algo que, quando aconteceu, eu pensei: ou Malu melhora, ou desanda de vez. Eu estava muito apreensiva, porque ainda tinha aquela birrinha com ela durante a primeira metade do livro. Mas depois "do incidente" ela vira outra pessoa. Ou melhor: a verdadeira Malu se revela, aquela que podíamos ver em relances quando estava com o avô. E aí, meus amigos... a coisa só foi melhorando. Percebi, então, que era necessário conhecermos o pior lado de Malu, para podermos apreciar em sua plenitude a mulher que ela se tornou. Em relação ao romance, o sentimento está todo lá, mas ambos ficam reticentes em ceder, pois não sabem se Luiz tem uma família, se tem uma esposa esperando por ele. Contudo, quanto mais tempo passam juntos, mais difícil fica resistir. Fiquei super preocupada a respeito de como seria o final do livro, mas digo uma coisa: foi perfeitinho! E sobre a verdadeira identidade de Luiz Otávio? Melhor, impossível!

Assim como Malu Rocha, Quando o Amor Bater à Sua Porta me conquistou aos poucos. Começou meio devagar, mas foi crescendo, crescendo, e nos capítulos finais eu já não consegui mais largar o livro, enquanto não cheguei à última página. É um romance leve, onde retrata mais do que a descoberta do amor: mostra a descoberta de quem você realmente é, sua aceitação e a coragem para seguir um novo caminho, sem precisar esconder sua verdadeira essência. Eu recomendo, com toda a certeza!


Sobre a Autora:

Samanta Holtz nasceu em 1987, no Dia Mundial do Livro, 23 de abril.
Publicitária de formação, aprendeu a ler sozinha aos 5 anos, pois era enorme sua vontade de entender as histórias que a mãe lia para ela. Aos 9, ganhou o primeiro prêmio por escrever, ao vencer o concurso de redação de sua cidade, Porto Feliz, no interior de São Paulo. Sua primeira publicação aconteceu em 2012, com o romance de época O pássaro (Novo Século), vencedor dos prêmios de votação de público e júri técnico no concurso Destaques Literários 2012, promovido pelos blogueiros literários brasileiros. Em 2013 publicou Quero ser Beth Levitt e, em 2014, Renascer de um outono (ambos pela Novo Século). Em 2014, recebeu o Prêmio Anita Garibaldi, com a nomeação de Escritora Humanitária. É colunista das revistas Terraço e Zero15, de sua cidade, colaboradora do site Novos Escritores e tem um fã-clube, o Loucos por Samanta Holtz. Estreou na Editora Arqueiro com o apaixonante romance Quando o amor bater à sua porta.


Saiba mais sobre a autora e suas obras:

*** Suelen Mattos ***
http://lh6.ggpht.com/_2WNpNdgUeb0/TUTUNd_cnxI/AAAAAAAAAyM/ce90pMbLYvc/separador.gif

12 comentários :

  1. Oi Su, tudo bem?
    Que bom que a Malu (e o livro) conquistou você! É difícil dar seguimento à leitura quando o protagonista não agrada, né?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo difícil, mas nesse caso foi a atitude dela com o avô que me motivou a continuar a leitura. E não me arrependi!

      Excluir
  2. Oie Su =)

    Eu amei esse livro! Um dos melhores que li em 2016 sem sombra de dúvidas. E de verdade eu entendo os seus sentimentos em relação a Malu rs... De todas as protagonistas da Samanta ela é mais "dura" por assim dizer. Mas quem pode dizer que ela não tinha seus motivos, não é?

    Beijos;***

    Ane Reis | Blog My Dear Library.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ela tinha seus motivos. O bom é que ela não se fechou quendo teve a chance de mudar.

      Excluir
  3. eu quero ler, a capa me encantou, me soa romântica, alegre, espero terminar a leitura com a mesma positividade que você
    http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Terminei sua resenha rindo sozinha, fiquei cheia de vontade de ler esse livro. Adoro quando a autora consegue fazer de um romance uma experiencia de amadurecimento para algum dos personagens, adoro quando ao longo do livro um personagem se transforma diante dos meus olhos e eu vou do ódio ao amor.

    #DoQueEuLeio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estão vc vai amar esse livro. Se tiver a chance de ler, leia!

      Excluir
  5. Oi Su! Este livro é um encanto. Eu gostei muito da Malu e de seu gênio forte, na verdade eu sou bem geniosa também e a entendi em muitas atitudes. A autora escreve muito bem. O Pássaro dela é maravilhoso.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, não tenho estrutura para ler O Pássaro. O meu coração não aguenta, não.

      Excluir
  6. Oi Su, tudo bem?

    Eu ainda não li o livro, mas a cada resenha que leio a curiosidade aumenta. Bom saber que começa um pouco devagar e depois vai melhorando! <3 espero conseguir ler em breve! Adorei a resenha!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir

E aí, o que acharam??? Comentem!!! Adoro ler as opiniões de vocês!!!!

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p   :q   :r   :s   :t   :u

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Arquivos Romantic Girl

Postagens Populares

Rolando No Romantic Girl:

Em Breve!!!
 


Suelen Mattos Romantic Girl | Designed by: Shop Like a Woman , TNB | Distributed by Deluxe Templates